quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Pequeno passo a passo de como faço as bainhas!

Olá amigos, esse é um pequeno WIP de como eu faço dois modelos de bainhas que são bem comuns nos meus trabalhos.

Vamos precisar de algumas ferramentas, caso você não possua algumas, pode usar alguns substitutos bem comuns que encontramos na vida cotidiana.

Como sou praticamente autodidata peço perdão pela falta de didática e também pela falta de maestria ao resolver certos problemas, visto que quando aprendemos praticamente sozinhos o caminho percorrido é mais longo e também menos simplificado.

Para a bainha com bolso removível, eu já tenho um molde, que é esse da foto abaixo. Já corto de cara o fundo do bolso removível e o corpo da bainha da faca. Uso o estilete amarelo para cortes mais pesados e os outros dois para cortes mais precisos, sendo que um com lâmina nova e o outro uso pra reaproveitar a lâmina já usada, mas para começar um só basta, desde que tenha uma certa qualidade.

Eu optei pelo trapezoidal pois a lâmina tem um desenho um pouco diferente do tradicional é prático também.



No caso dessa faca, eu não tenho o molde, então vamos desenhar num pedaço de cartolina.  Fazemos uma linha reta, e posicionamos a faca  não centralizada na linha, mas colocamos a faca junto a linha e deitamos ela de lado, daí vemos que deixa um espaço entre a linha e o dorso, isso ai é mais ou menos a medida que a dobra do couro irá fazer.



 Marcamos os contornos da faca e fazemos um contorno maior de aproximadamente 2,5cm no entorno do desenho da faca.




Agora dobramos a folha ao meio, onde fizemos a linha reta anteriormente.




Pronto, temos nosso molde, dai agora é, se necessário, fazer alguns ajustes.




 Voltando para a outra bainha, cortamos o desenho no couro, desquinamos e fazemos o brunimento das quinas da parte de cima, antes de moldar a bainha na faca, pois fica mais fácil. Se achar necessário faça uns cortes também no meio da bainha na parte de dentro, para dobrar mais fácil.






Agora colocamos a faca dentro do couro molhado, eu faço com uma mistura de álcool e água, borrifo com um borrifador, e vou moldando com as mãos, até fazer o formato da faca.


Depois de dobrado, eu marco as bordas onde a faca vai estar para poder passar a cola, definindo onde vai a peça de couro que ali estará.


Com a faca na bainha, colocamos um papel e marcamos o contorno da faca, e fechando ela, o contorno externo para fazer o molde da peça interna de couro.

Com o molde pronto, passamos para o couro e fica mais ou menos assim. No caso da faca que tem a ponta maior do que a parte do ricasso, o corte da parte interna tem que ser reto acompanhando a medida maior.



 Para o outro modelo de bainha é praticamente a mesma coisa,  um pequeno ajuste tem que ser feito na parte de cima, um pequeno degrau, pra encaixar onde fica o fim da parte de cima, pois se não estiver rebaixado alí pode ficar um buraquinho na hora de lixar. Eu faço essa parte em declive pois acho que dá um charme, mas pode ser feito reta, sem esse corte no meio...




 Tudo checado, geralmente uso aqueles grampos de papel pra fechar a bainha de forma provisória pra chegar o ajuste, daí dando certo eu já tiro e faço a colagem com cola de contato.


Depois de colado eu faço a furação onde vão os rebites e também parafusos, no caso da bainha modular. Ainda sem fechar a bainha eu faço a pintura somente do bocal interno e também faço a furação da presilha do cinto e da perna.


 Antes de furar é importante medir o suporte do bolso para não ter problemas depois.


 Assim eu faço as pontas dos pedaços menores onde vão os passantes de cordão para prender na perna e a presilha do cinto. Com um vazador próprio.


Se não tiver, use uma arruela ou uma moeda do tamanho desejado. O  efeito é quase o mesmo.

 Daí eu pinto todas as partes antes e monto provisoriamente os passantes pra ver se está tudo certo e faço a presilha da faca. a furação menor dupla é pra passar o elástico.



 Tudo certo, agora a gente arrebita e coloca um courinho pregado pra não arranhar nada.


Fechamos! Lixamos as bordas e marcamos onde vamos perfurar e costurar.


 A de cima eu marquei tudo antes de pintar pois como a bainha é modular não tem partes metálicas nela então é mais fácil nesse sentido, monta e pinta, a outra como tem os passantes eu pinto separado.



Com um molde de madeira, molhamos o couro e prensamos para fazer a parte de cima do bolso.

 Medimos o meio, e cortamos, deixando uma tira para fazer o porta pederneira.




 Medindo e ajustando ao suporte, tem que ser feito tudo antes pra costurar por último


Recortamos o fundo do bolso e tiramos uma lasca onde vai ser encaixada a tira da pederneira.


 Isso.


 Agora está colado.

 Medimos agora para poder dobrar as bordas do suporte. Daí eu viro furo e arrebito. 

 Tudo ok, perfuramos agora o bolso e fazemos mais uma checagem com o conjunto montado provisoriamente.


 Tinta neles!


 Tinta de novo, e uma esfregada com um pano pra tirar a anilina que fica na superfície.

Nessa parte, eu costuro a parte debaixo do bolso pois como há um rebite no suporte, não tem como costurar depois de montado.


 Cola neles!


Checando...


Uso a peça de madeira que é utilizada pra moldar o couro, pra colocar dentro do bolso pra poder ficar bem reto pra colar embaixo, daí eu faço a furação de novo, só que agora perfurando o suporte, costuro tudo, pronto o bolso removível está pronto.


Agora perfuramos as tiras pra colocar os botões de pressão. É interessante medir com o bolso antes de perfurar.






Agora cortamos a tira que vai ser o suporte para o cinto.










quanto a outra, já estava praticamente pronta, agora é desquinar, pintar e colocar o suporte do cinto com dois botões pra ficar mais firme e está pronto!






É muito importante hidratar todo o conjunto com óleo depois do término, pois o álcool resseca muito o couro, tanto na moldagem quanto na pintura. Um abraço a todos.


3 comentários:

  1. Olá boa noite que couro vc utilizou ?
    Belo trabalho parabéns !

    Juliano Ebringle
    j_ebringle@hotmail.com

    ResponderExcluir